segunda-feira, 19 de março de 2012

Mi Buenos Aires querida

Sou obrigada a admitir que eu só tenho idéias geniais... hehehehe
Quando inventei de passar meu aniversário em Buenos Aires, foi como disse uma amiga: uma luxúria! Inicialmente. Afinal acabei de voltar de viagens super legais. Mas agora que já foi, estou convicta que foi mesmo genial essa idéia :) mesmo com um contratempo. 
Buenos Aires sempre é bom. Em qualquer época do ano. Lógico que no frio, a preguiça aumenta (eu não sou tão feliz no inverno como sou no verão).
Além de passear e curtir um pouco de um festival na Recoleta, beber em San Telmo, almoçar em Palermo, tomar uma cervejinha na Praça Serrano, caminhar e fazer compras na Av. Santa Fé, ir para baladinhas, ser assaltada, comemorar meu aniversário, comemorar o aniversário alheio, cozinhar, encontrar amigos, tive tempo de pensar e avaliar certas coisas (é! acho que deu para viver bem a vida portenha), consegui acalmar, de certo modo, meu coração que é sempre super ansioso. Tive momentos incríveis cheio de risadas e carinho.
Consegui super aproveitar meu tempo. Descobri que até tenho uma leve (bem leve) vocação para dona de casa, acreditam?! Ok! não é lá aquelas coisas:  NOSSA!!! Que super dona de casa!! Uau!! Mas dá para quebrar o galho de vez em quando...
Mas passeios e contos à parte eu descobri algo muito mais importante na minha vida: que independente de qualquer situação ou circunstância que a vida nos impõe e obstáculos que temos que superar, nada disso é relevante quando existem sentimentos verdadeiros. Assim como o tempo ajuda a curar mágoas e acalmar as emoções, ele também nos mostra que quando existe algum tipo de sentimento verdadeiro, esse sentimento resiste. Nem mesmo o tempo, com todos os seus contra-tempos consegue minimizar certos sentimentos. Quando notamos que mesmo com o decorrer do tempo, pouquíssima coisa mudou, é porque realmente algo bom está acontecendo.
E por isso deve sempre brindar à vida com todos seus desafios e superações. Orgulhe-se de suas conquistas. Abra seu coração tanto para as alegrias quanto para os possíveis problemas.