quarta-feira, 25 de abril de 2012

Querer e querer....

Em algumas ocasiões realmente a primeira impressão é a que fica. E para tanto, temos que sempre impressionar. Estarmos dignos (as) de determinada ocasião. Badalar e fazer carão. Babado, né pessoas!!!
E acima de tudo temos que dar o nosso melhor para assim conquistarmos o tão almejado. Mas será que isso é realmente válido? Mesmo para negócios e afins? 
Sinceramente acho que não. Não mesmo. Perceba, se você tem que sempre se vestir bem para impressionar e não por uma vontade própria, um belo e auspicioso momento isso lhe cansará tanto que por mais esforços que haja para tal, nada adiantará pois acontecerá um desgaste tão grande por tentar impressionar algo ou alguém, e não a si mesmo, que somente transparecerá o interior cansado e infeliz de não agradar a si mesmo e então nada nem ninguém será impressionado. Um triste final.
Gaste sua vida com quem te faz feliz, não com
quem tenha que impressionar. 
Fazemos e fazemos por merecer, acreditamos que temos que estamos destinados a sofrer ou então cremos que  devemos penar para conquistar algo. Outra coisa que não acredito 100% não. Acredito que temos que ponderar isso. Muita coisa sim é preciso de perseverança. Outras, nem tanto. O X dessa questão (não do Eike Batista) é saber ponderar isso! Mas insisto que o coração sempre sabe responder essas incertezas. 
Tentar e insistir naquilo que se deseja somente por mimo, porque a sociedade acredita ser bom, ou simplesmente porque eu coloquei na minha cabeça "que eu quero e pronto", nem sempre é perseverança. Me desculpe. E por tanto, não vejo como um mérito. Não vejo como um caminho cheio de obstáculos, percorrido e conquistado com louvor. Encaro como puro e um fadado mimo que temos sobre nós mesmo. 
O mimo, ao contrário do que se imagina, não vem de fora - mãe, pai, tia, tio, avós e afins. Vem de dentro de nós mesmos. Quando queremos pura e simplesmente agradar o nosso ego. Quando queremos realizar algo pelo simples gostinho da conquista, do vencer. Lógico que sempre queremos ganhar. Mas isso não quer dizer que iremos ou que devemos. Jogar bonito, no estilo Nike sempre é a melhor opção, assim ficará mais fácil de saber quando parar também.
Devemos observar as situações e circunstâncias sob várias perspectivas para termos a certeza que não estamos desperdiçando nossas vidas. E sim vivendo cada momento que deve ser vivido. Acredito que assim fica mais difícil adiar a tão desejada felicidade.