sábado, 28 de abril de 2012

Morrrrrrrrrra!!!!

Sabe aquela dor de cotovelo, ódio, irritação, chateação e afins que sentimos dentro de nós mesmos e jamais podemos expor?! Vocês entendem como é isso???? No entanto a sociedade exige que temos que surgir por aí como bem-nascidos, phynos, bom-samaritano, elegantes, educados e blábláblá e jamais, em tempo algum podemos expor tais sentimentos tão horrendos para fora. Daí a gente num ato desesperador começa a ouvir Adele o tempo todo "I wish nothing but the best for you..." (Eu não desejo nada além do melhor para vocês) para ver se todo esse altruísmo e benevolência entra na cabeça.
Bom, chega o momento que EU surjo para discordar - é eu adoro esse momento. hahahaha Eu digo isso porque sempre fui super bem educada por mamãe e papai que sempre me ensinaram que não podemos falar tudo que pensamos e sentimos, pois podemos magoar outras pessoas... Todavia, atualmente, eu uma mulher que já viveu quase 3 décadas, pode exprimir aqui, neste espaço de entretenimento and na real life suas idéias e ideologias. 
Basta! T-U-D-O tem um limite. E o limite chegou! - como já dizia mamães com seus pequenos peraltas do Brasil afora.
Não dá para ficarmos por aí com esses sentimentos reprimidos. Eles devem sim serem  exteriorizados de nossos corações, dos nossos corpos, mentes e almas para que então possam ir embora para todo e sempre, amém!!! 
Yin-Yang
Não existe essa de tentarmos querer somente o bem de tudo e de todos. O Yin-Yang está aí para provar isso. E quem sou eu para divergir??? (ok! confesso que só discordo do que me convém).
As vezes por mais que queiramos ser e fazer o bem, temos que passar por provações e até agradecermos que o ruim existe para escolhermos o caminho que queremos seguir. Por vezes somos obrigados a sentir e até expressar algo não muito convencional para que possamos aprender, crescer e termos a certeza que o tudo isso existe sim por aí por infinitos motivos, causas e circunstâncias e exatamente por termos a honra dessa vivência toda, sabemos olhar para o próximo sem grandes surpresas ou julgamentos errôneos. Podemos ver mais a fundo das situações e até mesmo ajudar aqueles que clamam por isso.
Expresse-se sempre. Não tente ser algo que você não é. Seja original, afinal uma cópia sempre é desvalorizada. 
Mas não faça com que isso tome conta de todos os seus sentimentos. Faça o que deve ser feito. Fale o que deve ser dito e para quem precisa ouvir talvez. Mesmo que ninguém escute. Depois disso, siga em frente. 
Faça sua vida continuar. Viva! Viva muito!!!
Liberte-se e principalmente desapegue-se do passado. Somente assim você terá um futuro cheio de novos momentos e novos sentimentos.

Bom, eu quero mais é viver!!! E você????

Que uma ótima vida os acompanhe :) sempre!