quarta-feira, 17 de abril de 2013

O que você já aprendeu?

Podem me chamar de rancorosa porque muitas vezes (se não todas) eu fico remoendo todos os acontecimentos da minha vidinha.
Penso, penso, penso!
Penso principalmente naquelas ocorrências que não foram felizes. Os fatos felizes a gente aceita e agradece,  esperando mais. Mas quando surge aquela frustração pois nada aconteceu como o planejado (e olha que tudo é sempre muito bem calculado) o remorso é grandioso. 
Felizmente a vida não depende somente de nós, e esses cálculos dão errados porque nós lidamos com pessoas e não objetos. E felizmente as ações e reações das pessoas são distintas umas das outras. 
Repito felizmente porque isso nos concede o prazer de novas experiências. 
Sim, ficar remoendo os desprazeres da vida nos deixa angustiados, mau-humorados e chateados. O ideal é aceitar tudo isso de coração aberto e seguir em frente.
Mas para haver essa aceitação, na minha humilde (residência hehe) opinião, temos que passar por esse processo de rancor e remorso para que nossa pupila se dilate e nos mostre tudo com mais amplitude. (Nem precisa de entorpecentes! Gosto assim.).
Temos que transformar essas experiências desgostosas em aprendizado. Aprender sempre. Vivendo e aprendendo... Eis o grande prazer da vida, no final.
Dicas ótimas!! hihihihi
Como não vivemos sozinhos porque a vida não foi feita para vivermos sozinhos, acho super válido qualquer tipo de experiência. Até mesmo as mais doloridas, que achamos que vamos chegar ao fim... Dessas, geralmente aprendemos muito mais que podemos mensurar. 
A vida não foi feita para a solidão. Não nascemos sozinhos não! A minha mãe estava lá! Tenho certeza!! A vida foi feita para abraços e beijos. Companhias e olhares... Conversas, risadas e chamego. E para conquistarmos tudo isso, em qualquer relacionamento, seja numa amizade, com algum familiar, até mesmo profissional ou com aquele tão especial temos que conviver constantemente com esses conflitos de aceitação e aprendizado da vida. 

Aceite-se, aceite a vida e as voltas que ela dá! Se não está legal, aceite mas não se acomode! Aceitar não é acomodar-se :)