quarta-feira, 21 de maio de 2014

Viaje na direção do seu medo

Viajar, para qualquer lugar que seja, sempre pode ser uma experiência encantadora.
Qualquer lugar que se vá, podemos conhecer, descobrir, encontrar, experimentar e principalmente vivenciar coisas novas. Basta somente nossa boa vontade de ir atrás e disposição para enfrentarmos alguns obstáculos.
Somente a possibilidade de entrar em contato com aquilo que não nos é usual, já acho de grande valia. É realmente uma superação. Ir além do confortável, fazer mais que acreditamos que somos capazes. E o melhor é que podemos viajar nessa onda dentro de nós mesmos... Viajar em nós, na busca dos nossos desejos e daquilo que acreditamos! Lógico que viajar, literalmente, nos agrega além dos desafios, conhecimento de culturas diferentes e lugares incomuns, o que eu considero impagável! 

Através desse texto eu consigo expressar exatamente o que viajar significa na minha vida: simplesmente ir  lá e ver!
Existe coisa mais deliciosa que observar mundos diferente dos que estamos acostumados? Sabe aquele lance de curiar, enxerir mesmo? Em viagens sou assim! 

"Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o posto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver." Amyr Klink