domingo, 26 de junho de 2016

Compartilhar

O que posso compartilhar hoje?

É assim que sinto que devo começar meu dia.
Compartilhar.
Essa palavra anda bem em alta... Não só pelas redes sociais mas por toda essa onda zen... De sermos mais colaborativo uns com os outros.
Engraçado que se formos estudar todas as religiões, isso já é falado desde sempre. Sem exceção. Mas acredito que pouco praticado, tanto que Jesus Cristo era um homem de extrema compaixão numa época que esse sentimento era extremamente escasso.
Mas o que é compartilhar? Bom, se eu tiver que compartilhar minhas coisas como carro, dinheiro, maquiagem, bijuterias, roupas... Eu confesso que não gosto não. Não sou dessas. Não me sinto feliz em emprestar minhas coisas. Tudo bem material... Talvez eu seja extremamente materialista, sei-la.
E por mais que eu não goste de emprestar ainda me sinto mal muitas vezes negando quando me pedem. Me sinto egoísta.
O único problema de ser egoísta como sou é que a sociedade te julga muito mal. Pelo menos na minha. Fui criada para sempre dividir minhas coisas e não poderia ser tão egoísta. Mas qual o problema afinal?  Ainda não encontrei razões suficientes para eu emprestar minhas coisas para outras pessoas.
Mas enfim... Voltemos a falar de compartilhar: o que seria compartilhar afinal? Ao meu entender hoje, compartilhar seria passar o que eu sei para as pessoas. Meus ensinamentos. O que eu acho correto e bom. O que eu vivi de positivo.
Engraçado como a vida às vezes não parece que nos deixa com tantos momentos assim. Mas certamente podemos tirar coisas boas em tudo. Tudo pode ser um grande aprendizado ou uma forma de amadurecermos. Ou então algo que já sabemos que não queremos mais.
Tudo isso é realmente algo positivo.
Algo que eu já sei que não quero mais deixar de fazer é viajar. Dei um tempo nas minhas viagens e hoje eu percebo o quanto eu sinto falta de viajar. Às vezes eu até ficava me achando over que vivia pensando nas viagens passadas. Como aquelas pessoas vivem de glórias passadas, sabem?! Mas então percebi somente o quanto viajar me faz falta. O quanto ainda tem tanto lugar pra eu conhecer e explorar e ter meus próprios julgamentos.
Em algum momento da minha vida eu achei que precisaria abrir mão de algo que eu gostasse muito para ter outra. Sinceramente não sei que ideia foi essa minha. Ridícula.
Mas como o que pensamos é o que vivemos eu passei a viver isso. E não gostei não.
Hoje eu acredito que dá pra ter tudo na vida. Nem sempre precisamos perder. Nem sempre precisamos optar. Nem sempre precisamos escolher. Tantas pessoas por aí tem tudo, porque não eu?!
Então eis aí algo que eu preciso rever: meus pensamentos e desejos.

=)