segunda-feira, 27 de junho de 2016

Envie mensagens

Aconteceu algo comigo que preciso mencionar aqui.
Olha que coisa!Aqui está uma experiência que acho bem interessante em compartilhá-la seja lá com quem estiver lendo.
Talvez chegue a quem deva chegar, mesmo que seja apenas a uma única pessoa.

Lá vai!

Eu andava sonhando demais com uma pessoa que se fez muito presente na minha vida mas que agora não faz mais. Caminhos opostos... ou talvez essa pessoa quis mesmo se distanciar... vai saber! Sei que assim se deu e pronto. 
De alguma forma isso ainda eu sentia que talvez essa história pudesse estar mal resolvida. Mas confesso também que eu nunca fui questionar nada.

Então eu senti que chegou a hora de eu falar o que eu sentia de alguma forma. Pensei que uma mensagem seria ótimo. Sentei, respirei e ali no meu bloco de notas do celular comecei a escrever tudo o que eu sentia. Tudo que eu queria que a pessoa soubesse. Coloquei tudo para fora.
Em algum momento eu percebi que sonhar demais com uma pessoa pode ser mesmo algo mal resolvido. E esses meus sonhos eram realmente constantes. Quase que semanalmente. 
Quando eu cheguei ao fim da mensagem, com muitos desejos positivos e de bem, porque era o que eu realmente sentia, pensei: vou enviar. Dei um copiar e então fui interrompida com algo. Não me lembro o exatamente o que me interrompeu. Sei que me distraí com outros assuntos e essa mensagem nunca chegou ao seu destinatário. Simplesmente passou e eu acabei deixando esse assunto totalmente de lado. Me esqueci completamente.
Mas dali em diante, senti um alívio grande em relação a esse assunto. Meus sonhos cessaram e simplesmente não penso mais sobre isso. 

Realmente poderia pegar essa mensagem e enviá-la hoje. 
Mas sinto que o momento simplesmente passou. Se foi. E não vejo o porque enviar agora a mensagem.

O que eu realmente aprendi é que por mais que a mensagem não tenha chegado a quem deveria, minhas intenções foram postas para ela e de alguma forma, minhas intenções chegaram. De alguma maneira, tudo que talvez um dia me incomodou ou chateou, foram embora com todas as minhas intenções de bençãos e boas-novas. 
A mim, cabe levar e me apegar ao que eu quero e quero mesmo me apegar aos bons momentos. Porque são desses momentos que vivemos e são desses momentos que seguimos em frente, procurando sempre mais como os que passaram. A gente caminha em busca da alegria e é nisso que me apego. 

Talvez apenas escrever seja a melhor forma de enviar boas intenções àqueles que amamos e não temos mais contatos. Comigo a mensagem não precisou necessariamente chegar fisicamente ao destinatário. Talvez com você seja melhor entregar uma carta ou enviar um e-mail, WhatsApp, inbox... enfim... o que vale mesmo é dar o primeiro passo. É agir!

=)