sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Gradycida

Manoooo do céu!!! (quando você ler essa frase, você põe a mão na boca. Agora tenta de novo!)
Dá mais ênfase.

Eu quero simplesmente agradecer. Hoje eu lindamente agradeço por estar em casa numa sexta-feira a noite, anti véspera de natal e estar plena. Em paz. Feliz. Grata. Abençoada. 

Por mais muitas incertezas pairam no ar e muita coragem ainda esteja guardada, eu entendo que tudo tem sua hora. Tudo deve acontecer de maneira natural e que somente o tempo nos proporciona tais fenômenos.

Não sei se posso chamar de sapiência ou de fé, mas eu sei que por mais incertezas e certezas, algumas atitudes levam tempo para serem executadas. Alguns passos são bem pequenos, curtos e lentos para que os saltos possam ser bem altos.

Posso chamar de sapiência porque me sentir grata por estar em paz, é algo que vem com o tempo e as experiências de vida que nos mostram como a vida pode ser leve se plantarmos certos e aguardarmos a hora da colheita. 

E posso chamar de fé pela certeza que envolve não apenas meu coração, mas todo o meu ser.

Agradecer é realmente uma festa para a alma. É uma dança lenta a dois daquelas bem coladinha para o corpo. É ainda aquele sussurro ao pé do ouvido ou aquele cafuné numa noite fria de agosto. 

Agradecer é a confiança que tudo de bom e ruim que nos acontece é sempre para o nosso melhor.

Feliz por estar exatamente onde estou. Feliz por fazer parte do mundo :)