sexta-feira, 13 de abril de 2018

Credo

Esse título é uma pagadinha!
Hahahahahahahahaha

Aqui quero falar pra você crer mais. Tenha credo. Não seja incrédulo, entende!?

Tem períodos que a vida nos cobra. Tem momentos que a vida só nos diz não, mas tenho certeza absoluta que todos esses nãos significam que devemos abrir nossos olhos e corações para entendermos essa mensagem pois algo muito maior está por vir.

Eu acredito muito, do fundo do meu coração, que todos estamos aqui para evoluirmos e aprendermos. Sei que não sou a mesma Marianna de horas atrás, muito menos a mesma Marianna de anos atrás. Mudei, mudo e tenho muito orgulho disso. Cada dia, cada situação me coloca em reflexão que busco realmente entender para crescer.

Quando a vida nos coloca em situações difíceis e pior ainda, quando paramos para analisar e vemos padrões de repetindo (algo bem parecido já aconteceu antes), é o momento de baixarmos a guarda, deixar todo o orgulho do lado de fora, abrir profundamente o coração para entender o que não estamos entendendo.

Temos que olhar tudo ao nosso redor e crer que os sinais são visíveis e estão inclusive nos detalhes. Percebam isso, creem nisso que toda dor e sofrimento será pequena. A tormenta será passageira e a luz da positividade vira para sempre.

Nada realmente é por acaso. Estamos exatamente onde deveríamos estar, vivendo exatamente aquilo que será de grande valia para nós e para o mundo. Quando enxergamos isso e aceitamos essa condição com nosso coração e mente, tudo se torna leve e promissor. Entendemos que o mundo também depende de nossas boas ações e boas atitudes para evoluir. Aceitamos que fazer nada ou simplesmente deixar fluir é o que mantém a vida do mundo em harmonia e isso é fazer muito. Interferir, bater de frente, forçar situações e momentos é desastroso para o planeta e toda nossa evolução e é por isso que muitas vezes a vida só nos dá nãos.

Pensem sobre isso quando tudo parece estar perdido. Tenho certeza que olhando por essa perspectiva a crença também chegará a você.
Tenha credo.

Marianna